Informe-se com nossas Últimas Notícias

Capricho

07/10/2019

Por muitas e muitas vezes somos tomados por emoções, sentimentos e vontades. Tais como: “Não adianta nada”, “nunca vai mudar”, “é assim desde não sei quando”, “É feito assim desde a época do João”, “Não sei, foi assim que me ensinaram”, etc.

E o que fazer quando esse sentimento entra de vez na rotina?

Desde criança ouvimos uma certa palavra ao qual achamos que sabemos seu significado. Essa palavra se chama “capricho” e o significado, conforme dicionário, é vontade repentina, sem justificativa; capricheira. Essa palavra é utilizada para demostrar algo além do normal, além do simples, além do básico.

Como por exemplo: “gosto da comida da minha mãe, pois é caprichada no tempero.” ou “só lavo o carro lá com o fulano, pois ele sempre capricha.”

Mas o que tem a ver capricho com o dia a dia no trabalho?

Pois bem, capricho em nossa atividade está relacionada com o amor, a vontade, a dedicação que o fizemos e aí eu pergunto: estamos sendo caprichosos a ponto de nossos clientes nos escolherem por tal atributo? Assim como nós somos movidos por esse atributo quando vamos escolher um prestador de serviço?

Temos capricho em exercer nossa função? Cobro dos meus subordinados que tenham capricho nas suas atividades?

Pois bem, muitos problemas estão ligados à falta de capricho, é isso mesmo. Temos trabalhado cumprido nossa função, mas deixando de lado o “capricho”, pois, mesmo se não formos caprichosos, ainda sim o serviço “anda”, a “coisa” flui. Mas é o bastante?

Acredito que não, porque podemos, e devemos, ser caprichosos e utilizar esse atributo como mais uma qualidade. Passarmos a ser mais caprichosos nas funções. Todos que exercem a função de líder, sabem que estão a todo momento sendo exemplo, e por qual exemplo você quer ser lembrado? Como está seu ambiente de trabalho, o que você tem feito? Está bom ou caprichado? Sua empresa é vista pelo nosso cliente como “boa empresa” ou “caprichada”? Se fosse você o seu cliente optaria por utilizar uma empresa “boa” ou uma empresa com “capricho”? Pense nisso, e passe a ser além de bom profissional, um profissional caprichoso.

“Tudo o que é feito com capricho, com amor, tem grande valor.” Eduardo Colamengo

Texto de Tiago Garcia Smielewski
Supervisor de Expedição – Criciúma 

Voltar