Informe-se com nossas Últimas Notícias

E agora? Crise novamente?

12/07/2019

O Transporte Novamente em Crise!

Janeiro de 2019 começo de ano, governo novo, muito entusiasmo, várias prospecções de crescimento econômico, mercado agitado, o Brasil iria mudar. Tudo estava apontando para um grande salto, o tempo de vacas magras estaria por fim.
E agora? Estamos no meio do ano, o cenário político em meio a turbulências, cada um vendo seu lado e o nosso Pais estacionado novamente, PIB caindo, a indústria retraindo, o desemprego aumentando e com isso insegurança econômica, o dinheiro fica parado, o comercio não gira, a indústria não vende, sem isso, transportar o que?

Como Transportar em um mercado em Recessão?

Pois bem, vou dizer que em toda a história da humanidade isso sempre existiu, a economia sempre está em uma montanha russa, horas boa, horas ruim, e algumas horas péssima, que se diga de passagem. Porém sempre foi dado um jeito, sempre empresas fecharam e abriram, umas diminuíram, outras cresceram, e ao mesmo passo que isso acontecia muitos choravam e poucos gargalhavam. Nos resta a entender como gargalhar na crise.

Lendo artigos tanto de sucesso como de fracasso, o que separa o choro da gargalhada é a postura adotada, reclamar é fácil, dizer que é difícil é até coerente, mas de nada resolve, ou melhor dizendo, chorar acaba piorando as coisas, um cliente vai confiar em uma empresa que só reclama, que só fala em crise, que a pauta das conversas sempre é a dificuldade? Claro que não, o primeiro passo para superar isso é demonstrar otimismo, é enxergar coisas que ninguém enxerga, é criar oportunidades. Porém alguns irão dizer; sou otimista, só que meu cliente está vendendo menos, e agora?

Chegou o momento da virada

Agora! Levanta e vai atrás de novas oportunidades, novos clientes, nessa hora de dificuldade, pulverizar o portfólio de clientes se faz necessário, é isso que empresas que pensam além da caixa fazem, então saiba que ficar sentado na mesa vendo notícias sobre política e torcendo para o mercado melhorar de nada vai adiantar, tenha objetivos claros, elabore uma meta diária de quais clientes irá alcançar, e para isso, faça seu trabalho de casa, estude sua concorrência, conheça os seus pontos fortes e como pode usar eles  para encantar o cliente, pois nessa hora detalhe, sim, faz a diferença.

Talvez a tarefa mais difícil em tudo isso é ter a coragem necessária para encarar a fera que existe em nos mesmos que é o medo da mudança, medo do novo, medo de mudar o que sempre deu certo, veja; sempre deu certo, mas hoje não vai dar mais certo.

O mundo é para quem se arrisca, o transporte é para quem aprendeu a viver com mudanças rápidas e cenários desconhecidos.

Mas e agora?

Agora vamos parar de chorar e trabalhar, pois isso tudo vai passar e só os fortes irão sobreviver.

Texto de Maicon Regensburger
Gerente Comercial Corporativo

Voltar